24/01/2013

258 - Sophia de Mello Breyner


Pudesse eu não ter laços nem limites
Ó vida de mil faces transbordantes
Para poder responder aos teus convites
Suspensos na surpresa dos instantes!

 Sophia de Mello Breyner Andreson


1 comentário:

  1. Pudéssemos...nem sempre podemos.
    Romper "a surpresa dos instantes"...também não.
    Quando um não quer... dois não chegam...

    ResponderEliminar