Outros caminhos da noname

Outros caminhos da noname

24/02/2013

282 - Africa


Batuque
Noite estrelada...
Ao redor da fogueira
Nós cantamos
Sentimos
E ouvimos...

O som do batuque...
E sabemos
Que este som

É África...
É loucura...
É vida...

E nós
Olhamos
Vivemos
E sentimos
O som do batuque
Dentro de nós...

E temos a certeza
Que esta África
Que tanto nos dói
Nunca nos deixará
Ser totalmente livres
E sempre
Nos aprisionará...

LILI LARANJO


281 - Pôr do Sol



Qual ferreiro, na incandescência forja o dia
E quando à tardinha já cansado se põe
Fá-lo em tons de laranja avermelhado
Como se ali tivesse havido uma batalha sangrenta
Ou num admirável tom de ouro velho
Como a expor uma bela peça terminada


280 - Clarice Lispector


Amanheci em cólera. 
Não, não, o mundo não me agrada. 
A maioria das pessoas estão mortas e não sabem, ou estão vivas com charlatanismo. 
E o amor, em vez de dar, exige. 
E quem gosta de nós quer que sejamos alguma coisa de que eles precisam. 
Mentir dá remorso. 
E não mentir é um dom que o mundo não merece...

Clarice Lispector


23/02/2013

279 - Quem sou?


Quem sou eu?
Sou a alegria de quem me ama
a tristeza de quem me odeia
e a preocupação de quem me inveja


278 - Mahatma Gandhi



A verdade é dura como um diamente
e delicada como a flor do pessegueiro

Mahatma Gandhi





21/02/2013

277 -África


África é uma rosa de porcelana que desabrocha
É a flor do maracujá que beija a paisagem


18/02/2013

276 - Ruben Alves


Não haverá borboletas, se a vida não passar por longas e silenciosas metamorfoses

Ruben Alves

17/02/2013

275 - aBlueButterfly


Lá vai ela, lá vai ela
borboleta fugidia
às vezes só vive um dia
outras, só uma hora
mas que hora de alegria



16/02/2013

274 - Sabedoria


É mais tranquilo sofrer de carência,  do que de amor mal amado


273 - Mário Quintana



Se tu me amas, ama-me baixinho
Não o grites de cima dos telhados
Deixa em paz os passarinhos
Deixa em paz a mim!
Se me queres,
enfim,
tem de ser bem devagarinho, Amada,
que a vida é breve, e o amor mais breve ainda...

Mário Quintana


04/02/2013

265 - Sanha


Na profunda calma da noite... 
Na quietude imensa do tempo...
Uma só palavra rasga a madrugada
prendo-a
se a liberto
incendeia pastagens
dá sinal que estou viva
enquanto meu sangue suba e desça 
no meu louco fôlego


01/02/2013

263 - Sonho


Eu sei... Tu não és o que me engana
quem me engana é o meu sonho... 
mas em cada noite, ponho o sonho nas tuas mãos...