28/03/2014

433 - Kha Tembe


Farei da noite um casulo a germinar
e leve, levemente o pousarei no meu corpo
até asas, até cor
em silêncio, no silêncio aéreo onde tudo se faz asa

Kha Tembe


Sem comentários:

Enviar um comentário