Outros caminhos da noname

Outros caminhos da noname

27/11/2011

43 - Quanta alegria



Abre-se-me um sorriso, desta alegria infinita
que é sentida mas, não pode ser explicada. 
Tão real quanto invisível
É sem limites e cabe no meu coração
É tão forte quanto doce e meiga
Única e igual ao que os outros sentem

1 comentário:

  1. Não pretendo ser "amiga da onça", mas só é sem limites quando partilhada...
    Sentir sozinha...não dá eco...

    ResponderEliminar