07/12/2011

82 - Tempo



Matar o tempo é matar-se sem sentido
Perdê-lo é viver em vão
Faz-se devagar nos maus momentos
Depressa quando o queremos
Ponteiro infalível da vida
Peça necessária do fim
"Paulo Esdras"


2 comentários:

  1. pois realmente ele parece que acelera em certas alturas e outras parece que para.Abraço amiga

    ResponderEliminar
  2. Tempo é realidade física...contra ele resiste a imensidão.
    E como por aí costumo perder-me... deixo passar a hora que não pretendo reaver.
    Nem posso.
    Entõ...não quero e deixo-me avassalar ou apunhalar por ela, enquanto amiga ou inimiga.
    Beijo.

    ResponderEliminar