11/12/2011

86 - O tempo voa



O tempo nos aproxima
cada vez mais, nos reduz
a um só verso e uma rima
de mãos e olhos, na luz.

Não há tempo consumido
nem tempo a economizar.
O tempo é todo vestido
de amor e tempo de amar.

"Carlos Drummond de Andrade"






2 comentários:

  1. Muito bonito este poemazinho e respectiva imagem! Amar sim, mas devagar, e começar de dentro para fora--

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amar deve ser sempre de dentro para fora.
      Porque assim... bem...nunca virará sacrifício.
      Gostaste?

      Eliminar

Os comentários são moderados e, tão breve quanto possível, serão publicados. Grata pela compreensão.